Amazônia 360º News
Portal de notícias socioambientais

-publicidade-

Usuárias do Magdalena Arce Daou recebem atendimento psicossocial em Unidade Móvel

Uma roda de conversa sobre violência doméstica e suas implicações no cotidiano feminino, com um grupo de mulheres, deu início aos trabalhos de atendimento jurídico e psicossocial no Centro Estadual de Convivência da Família Magdalena Arce Daou, situado no bairro Santo Antônio, zona oeste de Manaus. A ação iniciou nesta terça-feira (24/01), e se estende até quarta-feira (25/01) na Unidade Móvel de Atendimento à Mulher, resultado de uma parceria da Secretaria de Estado de Assistência Social (Seas) com a Secretaria Municipal de Assistência Social e Cidadania (Semasc).

A demanda nesse primeiro dia de atendimento psicossocial foi mais voltada à inclusão no Cadastro Único, para obtenção de vários serviços e benefícios. Algumas mulheres também tiraram dúvidas sobre o que é violência física e psicológica; bolsa família e saúde mental.

Enquanto esperava o filho, que está participando da Colônia de Férias no Magdalena Arce Daou, a dona de casa Débora Silva, divorciada, visitou à Unidade Móvel para se informar sobre procedimentos para ter acesso ao Benefício de Prestação Continuada (BPC), por apresentar problemas psicológicos. “Fui informada de que está dando duplicidade no meu nome, o que dificulta o processo de obtenção do benefício”, disse.

Débora Silva foi instruída pelos técnicos do Psicossocial a comparecer ao Centro de Referência de Assistência Social (Cras), próximo de sua casa, devidamente documentada e também apresentar a carta de averbação do divórcio, a fim de atualizar o cadastro e dar entrada no BPC. “Sofri agressões verbais durante o tempo que estive casada, resultado nessa situação”, admitiu.

Ônibus equipado

A Unidade Móvel de Atendimento à Mulher, da Semasc, se traduz num ônibus móvel equipado, com atendimento multidisciplinar composto por profissionais das áreas de serviço social, psicologia e direito. “Inicialmente é feito um atendimento psicológico para identificar as demandas e dependendo da necessidade da entrevistada, a mesma é encaminhada para acompanhamento no Centro de Referência dos Direitos da Mulher (CRDM)”, disse a gerente do projeto, assistente social Anália Mota.

A coordenadora do Projeto Rede de Proteção da Seas, Ítala Rodrigues, destacou a importância da ação, que visa facilitar o atendimento ao usuário da assistência, a fim de obter informações concretas para que os beneficiários não percam o acesso a tudo que o Cadastro Único oferece; serem informadas sobre tipos de violência doméstica e o que fazer para denunciar, além de informar as famílias com situação cadastral pendente, de como realizar agendamento de novos cadastros

No dia 31 de janeiro e 01 de fevereiro será a vez do CECF Padre Pedro Vignola, zona Norte, oferecer o serviço para as mulheres da comunidade. Nos dias 08 e 09 de fevereiro o ônibus de atendimento móvel da mulher vai estar no Centro Estadual de Convivência do Idoso (Ceci), situado no bairro Aparecida, zona sul de Manaus. Nos dias 15 e 16 de fevereiro a ação vai ocorrer no Centro Estadual de Convivência da Família CECF Teonizia Lobo, entre as zonas norte e leste de Manaus. O horário de atendimento do ônibus ocorre da 8h30 às 15h30.

Relação dos Centros com as respectivas datas para atendimento da Unidade Móvel de Atendimento à Mulher, da Semasc

– 31/01 e 01/02 – CECF Padre Pedro Vignola – Cidade Nova

– 08 e 09/02 – CECI Aparecida – Aparecida

– 15 e 16/02 – CECF Teonízia Lobo – Mutirão

você pode gostar também