Amazônia 360º News
Portal de notícias socioambientais

-publicidade-

PF mira associação criminosa voltada à extração de ouro em terra indígena

Grupo financiava maquinário e recrutava pessoas para a prática criminosa

 

 

A Polícia Federal deflagrou nesta terça-feira, 9/8, a operação “Rainha do Sararé”, com objetivo de cumprir 4 mandados de prisão preventiva e 4 de busca e apreensão na cidade de Pontes e Lacerda, no Estado do Mato Grosso.

Essa associação criminosa é um grupo familiar originário do estado de Rondônia, que ia ao estado de Mato Grosso para comandar a extração ilegal de ouro na Terra Indígena Sararé.

Os presos financiavam a prática do garimpo ilegal de ouro por meio da utilização de maquinários e recrutamento de pessoas. Também comercializavam ouro sem autorização legal e associaram-se com o fim de extrair e comercializar o ouro.

A Polícia Federal tem trabalhado na proteção das terras da União e da população indígena local, ao descapitalizar esse tipo de organização que promove a degradação do meio ambiente, desmatando áreas de preservação e contaminando rios e solos.

O nome da Operação faz referência à líder da associação criminosa que se autodenominava “Rainha do Sararé”.

você pode gostar também