Amazônia 360º News
Portal de notícias socioambientais

-publicidade-

Governo do Amazonas ampliou para 29 o número de municípios que receberão luminárias de LED, até o fim do ano

Beruri e São Paulo de Olivença, que não estavam entre os previstos, serão contemplados já a partir de outubro

O Governo do Amazonas anunciou a ampliação do programa de modernização da iluminação pública do interior, incluindo mais duas cidades a serem contempladas com LED até o final do ano Beruri, na calha do Purus, e São Paulo de Olivença, no Alto Solimões. Com isso, sobe de 27 para 29 o número de municípios que, nessa primeira fase do programa, passarão a contar com iluminação em LED, substituindo as lâmpadas tradicionais de vapor de sódio, de mercúrio e vapor metálico, que causam impacto ao meio ambiente.
As luminárias de LED são mais eficientes, 60% mais econômicas em relação às lâmpadas convencionais e garantem maior luminosidade nas vias e espaços públicos, no período noturno. A implantação do novo sistema no interior está sendo executada pela Unidade Gestora de Projetos Especiais (UGPE) do Governo do Amazonas. Já foram implantadas 34 mil luminárias, em quatro meses de lançamento do programa, de acordo com o coordenador executivo da UGPE, engenheiro civil Marcellus Campêlo.
Em Beruri e São Paulo de Olivença serão instalados, a partir de outubro, 2 mil pontos de iluminação pública. Serão 800 em Beruri e 1,2 mil em São Paulo de Olivença. Com a inclusão dos dois municípios na programação, o governo abrange todas as calhas de rio do Amazonas com a implantação do sistema.
Segundo Marcellus Campelo, após a conclusão dos serviços nos municípios programados para este ano, o planejamento é para que, na segunda fase do programa, em 2023, os outros 50% sejam contemplados.
O planejamento, deste ano, diz ele, segue a todo vapor. “Estão em fase de conclusão os trabalhos em Boca do Acre e Novo Airão. Os municípios de Benjamin Constant, Tabatinga e São Gabriel da Cachoeira terão a implementação da nova tecnologia de forma simultânea, a partir da próxima semana”, adiantou.
Carauari e Eirunepé, na calha do Juruá, também têm previsão de embarque de material para a próxima semana. A viagem deve durar cerca de 12 dias de balsa. Os equipamentos chegarão primeiro em Carauari e depois seguirão para Eirunepé, explica o engenheiro eletricista Anderson Bittencourt, diretor Operacional da Avanço Construções, empresa contratada para executar os serviços no interior.
você pode gostar também