Amazônia 360º News
Portal de notícias socioambientais

-publicidade-

-publicidade-B

Wilson Lima acompanha ações do Estado onde ponte desabou na BR-319

A segunda prioridade, segundo o governador, é tornar a rodovia trafegável o mais breve possível para evitar desabastecimento de municípios da região

 

O governador do Amazonas, Wilson Lima, esteve na quarta-feira (28/09), no município do Careiro Castanho, acompanhando nesta quarta-feira os trabalhos de atendimento e resgates das vítimas do acidente com uma ponte o quilômetro 12, da BR-319. O governador se solidarizou com as vítimas e determinou a instalação de um Comitê de Resposta Rápida, para a coordenação dos trabalhos dos órgãos estaduais.

De acordo com o governador atualmente a prioridade é prestar socorro às vítimas e aos familiares e, além de tornar a rodovia trafegável.

“Já montamos um comitê para a gente possa incialmente, fazer o resgate das vítimas e aos seus familiares dar o amparo necessário. O segundo passo é tornar a 319 tragável. Vários municípios como Autazes e Manaquiri dependem da trafegabilidade dessa via por onde passam combustíveis, alimentos”, destacou Wilson Lima.

O governador colocou toda a estrutura do Estado à disposição das famílias e reforçou o alinhamento com o Governo Federal na execução dos trabalhos.

“Conversei com o ministro de Infraestrutura (Marcelo Sampaio) e também com o presidente do Dnit(Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes), o general Santos Filho, que deve estar chegando de hoje para amanhã no estado do Amazonas para acompanhar essa situação”, disse.

Ações

Foram destacados para o local do acidente 60 agentes de segurança pública da SSP-AM, entre Polícia Militar (PMAM), Polícia Civil (PC-AM), Corpo de Bombeiros do Amazonas (CBMAM), Defesa Civil e Secretaria de Estado de Saúde (SES-AM). Mergulhadores do CBMAM trabalham no Rio Curuça buscando desaparecidos.

“Nosso trabalho agora é resgatar e retirar as pessoas presas nas ferragens. As demais pessoas que estavam na ponte, que sofreram algum tipo de ferimento rapidamente foram atendidas, importante ressaltar a rápida presença do Estado”, disse o secretário de segurança pública, general Carlos Alberto Mansur.

O Instituto Médico Legal (IML) confirmou, até o momento, três mortos, duas vítimas do sexo masculino e uma do sexo feminino. Outras 14 pessoas foram atendidas em unidades de saúde de Manaus. Destas, duas foram transferidas para o Hospital e Pronto Socorro Platão Araújo, cinco para o Hospital e Pronto-Socorro 28 de Agosto, na qual quatro já receberam alta médica. Outros dois feridos foram encaminhados para o Hospital Regional de Careiro Castanho.

O Governo do Estado estuda, juntamente com o Dnit e a PRF, o envio de balsas para realizar o deslocamento de veículos enquanto o Governo Federal trabalha na reconstrução da ponte.

você pode gostar também