Amazônia 360º News
Portal de notícias socioambientais

-publicidade-

-publicidade-B

No Amazonas, já são 138 casos confirmados da varíola dos macacos

 

O Amazonas registrou 16 novos casos de Monkeypox, mais conhecida como varíola dos macacos, nesta terça-feira (04/10). Segundo a Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas (FVS-RCP/AM), ao todo, já são 138 casos confirmados no estado.

Os 16 novos casos são em pessoas do sexo masculino, com idade de 19 a 44 anos, todos são residentes em Manaus. O início dos sintomas ocorreu no período entre 12 a 25 de setembro.

Os principais sintomas informados: febre, cefaleia, erupção cutânea, tosse, astenia/fraqueza, edema peniano, linfadenopatia localizada.

Os casos foram notificados entre 24 a 27 de setembro deste ano.

Os casos seguem estáveis, em isolamento domiciliar, sendo acompanhados pelo CIEVS Manaus.

Até o momento, o Amazonas tem 349 notificações, sendo 138 confirmados, 156 descartados, 55 suspeitos e nenhum registro de óbito pela doença.

Perfil dos pacientes

Dos 138 casos confirmados, 134 são do sexo masculino e 4 do sexo feminino, com idade mínima de 20 anos e a máxima de 57 anos.

O boletim informa que 46% dos casos confirmados tiveram contato íntimo, incluindo sexual, com desconhecido/a(s) e ou parceiro/a(s) casual(is) ou múltiplas, nos últimos 21 dias anteriores ao início dos sinais e sintomas.

Prevenção

O comunicado de risco divulgado pela FVS traz informações para a população sobre como se prevenir contra a Monkeypox:

– Evitar parcerias sexuais anônimas;

– No caso do aparecimento de lesões características de Monkeypox, ou diagnóstico confirmado, comunicar as suas parcerias sexuais dos últimos 21 dias, para realização de autoexame;

– Os casos suspeitos de Monkeypox devem utilizar máscara e roupas cobrindo as lesões;

– Higienizar as mãos frequentemente;

– Não compartilhar alimentos, objetos de uso pessoal, talheres, roupas ou roupas de cama;

– Buscar um serviço de saúde nos casos de aparecimento de lesões (bolhas) ou feridas.

você pode gostar também