Amazônia 360º News
Portal de notícias socioambientais

-publicidade-

Mais de 100 produtores e extrativistas colocam em prática boas práticas de cultivo do açaí

As técnicas foram ensinadas durante o curso de manejo, oferecido pelo Governo do Estado por meio da Ciama

Nesta quarta-feira (08/06) mais de 100 produtores rurais e extrativistas da comunidade indígena São João de Veneza, no município de Benjamin Constant, tiveram um dia de campo e puderam colocar em prática a aula teórica  do Projeto Fruticultura com açaí de Benjamin Constant, oferecido pela Companhia de Desenvolvimento do Estado do Amazonas (Ciama), em parceria com o Instituto de Desenvolvimento Agropecuário e Florestal Sustentável do Estado do Amazonas (Idam) e certificação do Centro de Educação Tecnológica do Estado do Amazonas (Cetam).

O saber tradicional pôde ser aprimorado com técnicas modernas para o cultivo, conforme destacou a produtora Iraci da Silva Lima, que já tem algumas palmeiras em sua propriedade. “Eu já sou produtora de açaí, mas minhas árvores não deram tantos frutos, com as técnicas que aprendi no curso, vou poder aumentar a minha produção, plantar novas mudas, agora de forma correta, antes eu não fazia como aprendi aqui”, disse.

O agrônomo e gerente local do Idam, Denis Lima, destacou o apoio da Ciama às ações de beneficiamento da cadeia do açaí. “O Idam já desenvolve o Projeto Prioritário do açaí na região, desde 2019. Inclusive, já distribuímos 7 mil mudas prontas para o plantio. Este curso veio somar com nossas atividades e as técnicas irão potencializar o cultivo na região. Nós ainda temos um total de 17 mil mudas que já estão sendo distribuídas”, completou.

Além da teoria, Denis também ministrou a parte prática do curso, abordando sobre a conservação do solo e da água, o preparo das sementes (semeio), como montar a sementeira e também as etapas de repicagem para a montagem da muda.

O engenheiro agrônomo do Idam, Jaguanhara Lopes, dividiu a turma em grupos pequenos e demonstrou a cada um como deve ser o espaçamento correto, que permite uma maior produção em escala para cultivos comerciais. Na prática, os participantes puderam abrir covas aplicando técnicas corretas (dimensão 0,4m x 0,4m x 0,3m), realizar calagem para corrigir acidez do solo e adubação (superfosfato simples + FTE BR12 + adubação orgânica).

Finalizando, os participantes realizam a plantação de algumas mudas. “Fizemos apenas uma simulação deste plantio, tendo em vista que o processo só deve ser realizado 30 dias depois da aplicação da calagem e adubação da cova”, atentou o agrônomo para a necessidade do intervalo de um mês para o plantio das mudas, destacando que todas estas técnicas contribuem para o êxito do plantio, que também envolve a questão da irrigação, primordial para o cultivo do fruto.

Certificação

Nesta quarta-feira, o Cetam certificou 112 produtores rurais e extrativistas de açaí. Na quinta-feira (09/06), o Projeto Fruticultura prossegue com a oferta do Curso de Beneficiamento do Açaí, com público-alvo de 50 batedores do fruto. As aulas serão realizadas na sede do Cetam, em Benjamin Constant, com exposições teóricas e também práticas.

você pode gostar também