Amazônia 360º News
Portal de notícias socioambientais

-publicidade-

Livro digital ‘Cocarzinho amarelo’, escrito por indígena é destaque em festival literário

Um dos destaques da 5ª edição do Festival de Leitura e Literatura (Feleli), realizado em Bauru (SP), neste final de semana, foi o lançamento do livro digital inédito Cocarzinho amarelo como ação do Projeto Educativo, acessível no site https://www.feleli.com.br/.

Esta ação, que conta com a coordenação editorial da jornalista Patricia Bomfim, vai ao encontro do movimento nacional denominado Literatura Indígena, apresentando no material educativo a voz e as imagens do povo maraguá com o livro digital Cocarzinho amarelo, escrito por Yaguarê Yamã e especialmente ilustrado por Uziel Guaynê.

“É uma história inédita de Yaguarê contada em português e nhngatu, baseada numa conhecida obra de origem europeia que se passa dentro de uma aldeia indígena, com o humor e as tonalidades amazônicas. Os leitores logo descobrirão que se trata de uma versão de Chapeuzinho vermelho, mas Yaguarê surpreende a cada momento ao trazer esta querida história para a floresta brasileira. Será que o desfecho será o mesmo?”, indaga Patricia Bomfim.

No lançamento do livro digital Cocarzinho amarelo, terça-feira (9), os autores Yaguarê Yamã e Uziel Guaynê participarão de uma live para conversar sobre o processo criativo e literatura indígena, um movimento nacional que vem ganhando destaque desde a década de 90.

Ainda na exaltação e homenagem da literatura indígena, o Feleli tem na programação as escritoras Graça Graúna e Geni Núñez em uma mesa de conversa, além de uma oficina de literatura indígena para a primeira infância com Daniel Munduruku.

Por Ana Beatriz Garcia/JCNet

você pode gostar também