Amazônia 360º News
Portal de notícias socioambientais

-publicidade-

Jovem ator de São Gabriel da Cachoeira sonha em seguir os passos do ‘padrinho’ famoso

Aos 16 anos de idade, o jovem ator Remy Sampaio, nascido em São Gabriel da Cachoeira, na região do Alto Rio Negro, no noroeste do Amazonas, alimenta o sonho de um dia se profissionalizar como ator e viver exclusivamente dessa atividade. Ele, que será o entrevistado desta sexta-feira (18/12), no programa “Quem é você na fila do pão?”, conta que se identifica um pouco com o histórico de vida do ator amazonense Adanilo, que alcançou projeção nacional atuando no longa-metragem “Marighella”, dirigido pelo ator Wagner Moura.

O talk show “Quem é você na fila do pão?” é comandado pela personagem Filó, a Básica, interpretada pelo ator e diretor Paulo Queiroz, e integra o projeto cultural “Quem é você na fila do Pão? – Edição Norte-Sul/Leste-Oeste”, concebido por Paulo Queiroz. A iniciativa foi contemplada na Lei Aldir Blanc, no edital do Prêmio Manaus de Conexões Culturais 2020, na categoria Teatro, da Fundação Municipal de Cultura, Turismo e Eventos (Manauscult) da Prefeitura de Manaus.

Remy Sampaio participa do projeto na categoria Audiovisual e tem como padrinho artístico o ator Adanilo, que também participa da entrevista que será exibida nesta sexta-feira no Instagram (@quemevoce.nafiladopao), no Facebook (Quem é você na fila do pão?) e no YouTube (Quem é você na fila do pão?).

Remy Sampaio (à direita) atuou no curta-metragem “Zana, o filho da mata” junto com o irmão, Iré Sampaio /Foto: Divulgação

“Enquanto nós esperávamos a nossa vez de entrarmos para gravar a entrevista, nós conversamos muito e vimos que temos algumas coisas em comum, como o fato de ambos vivermos na periferia, em locais onde as pessoas consideram perigoso, e as dificuldades que as pessoas da periferia passam para conseguir sobreviver, conseguir trabalho etc. Ele foi criado na periferia assim como eu, por isso ele sabe como é o dia a dia de quem vive nessas áreas”, comentou Remy.

Trajetória

Remy conta que veio para estudar em Manaus quando era criança. Inicialmente, morou com os pais no bairro São Jorge, e estudou no colégio Marquês de Santa Cruz, no bairro São Raimundo, onde deu os primeiros passos na arte de interpretar, participando de uma peça de teatro sobre a abolição da escravatura. Foi a partir dessa apresentação, que surgiu o convite para o jovem participar do elenco do curta-metragem “Zana, o filho da mata”, da Plonger Produções, dirigido por Augusto Gomes.

Remy Sampaio sendo preparado para filmar cena de “Zana, o filho da mata”, de Augusto Gomes /Foto: Divulgação

Depois aos 14 anos, voltou para São Gabriel da Cachoeira, onde passou dois anos. Lá, participou de várias manifestações artísticas sobre lendas e mitos indígenas, dentre eles o Fest Tribal, em 2019. Em dezembro de 2019, ele retornou para Manaus, desta vez para morar com a irmã, no bairro Jorge Teixeira. Agora, ele continua os estudos do ensino médio na Escola Municipal Roberto dos Santos Vieira, onde cursará, em 2021, o 1º ano.

Atualmente, além de estudar e esperar uma nova oportunidade de atuar em peça de teatro ou cinema, Remy trabalha em sociedade com o seu cunhado, com quem abriu um pequeno negócio: uma borracharia e chaveria, de onde provêm os recursos para se manter. “Eu sofri um acidente de moto e me atrasei nos estudos porque tinha de fazer fisioterapia todos os dias. Mas, agora, já estou recuperado e continuo estudando. Pretendo, um dia, conseguir me profissionalizar como ator, talvez quem sabe até fazer a faculdade de Teatro ou Artes Cênicas, mas, por enquanto, estou focado nos meus estudos e no meu trabalho, mas espero mais na frente conseguir fazer uma faculdade de Teatro”.

Adanilo

O ator e diretor Adanilo iniciou a carreira em Manaus, atuando em peças de teatro de grupos locais e em filmes de curta-metragem. Antes de morar no Rio de Janeiro e de receber o convite para fazer teste para participar do longa-metragem “Marighella”, Adanilo deu os primeiros passos no cinema atuando em curtas-metragens da Artrupe Produções, como “A Menina do Guarda-Chuva”, entre outras. No Rio Janeiro, o amazonense integra o grupo Teatro Galeroso, no qual participa de peças, como “Bicho Doido”.

Danilo ganhou projeção nacional com sua participação no longa-metragem “Marighella”, de Wagner Moura /Foto: Divulgação

Equipe técnica do projeto

A equipe técnica do projeto é composta por Paulo Queiroz (direção e intérprete de Filó, a Básica), Narda Telles (produção), Denys Cauper (assistente de produção), Thiago Queiroz (assistente de produção), França Viana (assistente de produção), Alê Ferraz (design e identidade visual), Chamel Flores (cinegrafia, fotografia e edição de imagens), Eugênio Lima (maquiagem), Jonatas Sales (figurinos), Cleide Monteiro (costureira) e Guilherme Gil (assessoria de comunicação).

Mais informações:

Assessoria de Comunicação do projeto “Quem é você na fila do pão? Edição Norte-Sul/Leste-Oeste” – Guilherme Gil – (92) 98159-3604.

você pode gostar também