Amazônia 360º News
Portal de notícias socioambientais

-publicidade-

-publicidade-B

FAS leva conservação da Amazônia para Jaguar Parade, em Nova Iorque 

Jaguar Parade expõe cerca de 40 esculturas de onças em grandes centros de Nova Iorque para arrecadar fundos e preservar a espécie

 

A Fundação Amazônia Sustentável (FAS), em parceria com a Dell Technologies, estão representadas  na Jaguar Parade deste ano. O evento é conhecido pela exposição de esculturas de onças com intervenções artísticas em cidades e dessa vez acontece em  Nova Iorque, nos Estados Unidos. A instituição escolheu representar a conservação da Amazônia e a valorização dos povos tradicionais na  escultura que está exposta no Central Park desde o dia 7 de setembro. A floresta amazônica, além de uma das mais importantes do mundo e peça central no combate à crise climática, é um dos lares do felino no Brasil. 

Dois artistas brasileiros foram convidados para realizar a intervenção. A obra “Preservar é preciso” é uma colaboração do multiartista amazônico Rui Machado com a artista plástica Liv Mourão. Na criação, a dupla buscou mostrar a vida das populações da floresta e a sua interação com as onças e a biodiversidade do bioma. “Toda fauna, a floresta e os povos que nela vivem têm direito à vida. Que seja verde, viva e livre”, afirmaram os artistas. A onça pintada e  cerca de 40 outras esculturas estilizadas por artistas de diversas nacionalidades levaram a Jaguar Parade para a cidade que nunca dorme. O movimento de intervenção artística urbana tem como objetivo arrecadar fundos para conservação e levar uma mensagem sobre a necessidade de proteger o maior felino das Américas e seus habitats.  

Além do  Central Park Zoo, as esculturas podem ser encontradas na Times Square e outros pontos turísticos de Nova Iorque até o dia 5 de outubro. A partir do dia primeiro de outubro até o dia 15, as onças-pintadas serão leiloadas online e 100% do lucro será doado para projetos de preservação da espécie e seus ecossistemas.  

As onças pintadas habitam 18 países latino-americanos, ocupando uma área que vai desde o México até o sul do continente americano. Ainda que a extensão do seu ecossistema seja ampla, grande parte da espécie foi erradicada direta ou indiretamente. Isso porque as onças-pintadas ocupam o topo da cadeia alimentar e precisam de grandes áreas preservadas para sobreviver. Com o efeito humano sobre áreas naturais e a caça, tanto das próprias onças quanto de suas presas, houve a diminuição da sua população. 

O apoio da Fundação Amazônia Sustentável (FAS) e da Dell à Jaguar Parade tem o objetivo de reforçar o engajamento da empresa e da instituição pela conservação da Amazônia, um dos biomas mais importantes do mundo e com papel-chave no combate à crise climática, manutenção da biodiversidade e também lar da onça-pintada.  

A FAS é, hoje, a maior instituição amazônida com atuação no bioma e trabalha nas escalas global, amazônica e local pela valorização da floresta em pé e da biodiversidade e pela melhoria da qualidade de vida das comunidades ribeirinhas associada à implementação e disseminação do conhecimento sobre desenvolvimento sustentável. 

Em uma parceria, a Dell e a FAS implementam o projeto Solar Community Hub, um programa que utiliza tecnologia para oferecer saúde, capacitação profissional e educação para cerca de 1,5 mil pessoas, entre indígenas e ribeirinhos do interior da Amazônia.  

A multinacional de tecnologia, com apoio da FAS, implantou dois contêineres de transporte conectados no meio da floresta amazônica para oferecer atendimento de saúde por meio de telemedicina, monitoramento ambiental, inclusão digital e capacitação profissional para jovens e adultos.  

O projeto acontece na Reserva de Desenvolvimento Sustentável (RDS) do Rio Amapá, unidade de conservação cuja área abrange 216.109 hectares de floresta amazônica, e também conta com as parcerias da Computer Aid International e Intel, assim como apoio da Microsoft e do Governo do Estado do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado do Meio Ambiente (Sema).  

Sobre a FAS 

Fundada em 2008 e com sede em Manaus/AM, a Fundação Amazônia Sustentável (FAS) é uma organização da sociedade civil e sem fins lucrativos que dissemina e implementa conhecimentos sobre desenvolvimento sustentável, contribuindo para a conservação da Amazônia. A instituição atua com projetos voltados para educação, empreendedorismo, turismo sustentável, inovação, saúde e outras áreas prioritárias. Por meio da valorização da floresta em pé e de sua sociobiodiversidade, a FAS desenvolve trabalhos que promovem a melhoria da qualidade de vida de comunidades ribeirinhas, indígenas e periféricas da Amazônia. 


Imagem: Pedro Cantizani

você pode gostar também