Amazônia 360º News
Portal de notícias socioambientais

-publicidade-

Equoterapia: PMAM se torna a maior referência em tratamentos terapêuticos do país

Criado em 5 de agosto de 1992, a unidade completará 30 anos de existência com mais de 10 mil atendimentos realizados

O maior Centro Militar de Atividades Terapêuticas com equinos do Brasil pertence à Polícia Militar do Amazonas (PMAM), no Núcleo de Equoterapia da PMAM, o qual vem se tornando referência em tratamentos terapêuticos. Criado em 5 de agosto de 1992, a unidade completará 30 anos de existência com mais de 10 mil atendimentos realizados no Regimento de Polícia Montada (RPMON), bairro Dom Pedro, zona oeste de Manaus.

De acordo com o capitão PM Torres, a qualidade e capacitação fez o núcleo ser reconhecido, hoje, como o maior Centro Militar de Atividades Terapêuticas com equinos do Brasil. “Isso é Equoterapia, a terapia do toque, a terapia dos olhares, a terapia dos sentidos, enfim a terapia do amor. Reabilitar é amar”, destacou o capitão.

O programa de Equoterapia a cada ano tem ganhado, pelos excelentes resultados, repercussão nacional tão intensa que pessoas de outros Estados procuram o Núcleo para participar do programa, que por questões logísticas ainda possui fila de espera, mesmo tendo triplicado a capacidade neste ano de 2022.

Devido aos resultados, essa modalidade de terapia passou a ser indicada pelos profissionais da saúde, que percebem a evolução do paciente no tratamento. “Nossa terapia vem trazendo resultados tão satisfatórios na reabilitação de pessoas com deficiência que, hoje, diversas áreas da medicina indicam a Equoterapia na reabilitação de doenças cognitivas ou motoras”, disse o capitão.

Outras Polícias Militares, como a do estado de São Paulo, buscam a PMAM para conhecer e aprender mais sobre como é realizada a Equoterapia.

“Somos referência porque temos uma equipe qualificada que atende não somente o praticante, mas todo seu ciclo social. Além disso, desenvolvemos pesquisas e estamos sempre em busca de melhorar nossos resultados”, completou ele.

O crescimento do Núcleo de Equoterapia, acontece não só pelo aumento na quantidade de praticantes, mas pela implementação inovadora com a cromoterapia, ludoterapia, musicoterapia, circuitoterapia e jogos terapêuticos em cima do equino. Isso trouxe resultados muito satisfatórios na reabilitação dos praticantes.

Atualmente, o núcleo alcança 150 praticantes, atendidos semanalmente, nos turnos da manhã e tarde, em todas as quatro fases do programa. O atendimento equoterápico ocorre de forma gratuita e assistencial, com quase oito mil pessoas atendidas por ano.

Todos os pacientes da Equoterapia são atendidos por uma equipe multidisciplinar completa, composta por mais de 30 profissionais nas diversas áreas de saúde, educação e equitação. Todos capacitados e qualificados para o acompanhamento e reabilitação de cada paciente e acompanhamento social de familiares.

A equipe de profissionais é composta por médico, fisioterapeuta, psicólogo, fonoaudiólogo, pedagogo, psicopegadogo, assistente social, educador físico, equitadores, equoterapeutas, médicos veterinários, entre outros.

Método terapêutico

Mobilização pélvica, melhora do equilíbrio e postura, desenvolvimento da coordenação de movimentos entre tronco e visão e a interação com o cavalo. Esse é o trabalho realizado pelos profissionais do Núcleo de Equoterapia. O local recebe crianças e jovens com paralisia cerebral, autismo, hiperatividade, deficiência auditiva, síndromes de Down, de Asperger e de West, entre outras condições, para aplicação de método terapêutico e educacional com o uso de cavalos.

O atendimento é realizado uma vez por semana, com duração aproximada de 30 minutos, envolvendo equinos devidamente adestrados e instrutores que possuem uma abordagem interdisciplinar nas áreas de saúde, educação e equitação.

você pode gostar também