Amazônia 360º News
Portal de notícias socioambientais

-publicidade-

-publicidade-B

Auditoria internacional com participação do TCE-AM realiza ação para erradicação da violência contra a mulher

Para promover melhores práticas e avaliar as ações governamentais em prol da erradicação da violência contra a mulher, o Tribunal de Contas do Amazonas realizou, nesta terça-feira (11), uma roda de conversa com o tema “Participação Cidadã: Violência contra mulher”.

A ação faz parte de um plano de avaliações sobre a atuação dos órgãos públicos através de uma auditoria coordenada com todos os Tribunais de Contas (TC’s) da América Latina e do Caribe.

“Sabemos que há muitas iniciativas voltadas para que haja o verdadeiro desenvolvimento da sociedade, que engloba a melhoria na qualidade de vida e a atuação das pessoas através da capacitação e ampliação de possibilidades. Contudo, é necessário fiscalizar se essas intenções estão de acordo com as necessidades e se estão sendo executados, e esse é nosso papel nesta ação tão importante”, ressaltou o presidente do TCE-AM, Érico Desterro.

A auditoria coordenada possui coordenação da Organização Latino-Americana e do Caribe de Entidades Fiscalizadoras Superiores (Olacef) e tem enfoque na Igualdade de Gênero em função da violência contra a mulher. Trabalhando, principalmente, através da comunicação de mulheres atuantes em diferentes vertentes da sociedade.

A roda de conversa é um marco de início da auditoria realizada pelo TCE-AM, que vai até 2023. Durante o evento, foram discutidas pautas desde os órgãos coordenadores, índices de violência, programas, até a importância da participação cidadã nesta ação.

No evento, estiveram presentes representantes de órgãos do estado, município e ONG’s independentes, como a Secretaria de Estado de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania (Sejusc), Mulher, Assistência Social e Cidadania (Semasc) e ONG Hermanitos, que discutiram sobre as ações e políticas realizadas especificamente para atender e ajudar mulheres.

Uma das representantes do TCE-AM no programa, Holga Naito, explicou a relevância de estabelecer vínculo com a comunidade para contribuir com a atuação da auditoria coordenada.

“Para realizar a auditoria viemos nos preparando desde junho e isso envolve desde a interação com o cenário atual da mulher na sociedade, até o que precisa ser melhorado para, de verdade, atender as necessidades e demandas desse público. Essa roda de conversa é uma etapa super importante para auditoria, porque é através da comunicação cidadã que iremos ter um norte para ampliar e desenvolver políticas publicas que tragam resultado”, destacou a auditora de controle externo de admissão de pessoal do TCE-AM, Holga Naito.

você pode gostar também