Amazônia 360º News
Portal de notícias socioambientais

-publicidade-

Ação reintroduz animais silvestres na Floresta Nacional do Tapajós

Animais vítimas de maus tratos, atropelamentos e até mesmo entregues a órgãos ambientais de forma voluntária foram resgatados, reabilitados e hoje podem voltar a viver livre em meio à natureza e envoltos à rica biodiversidade da Floresta Nacional do Tapajós, unidade de conservação federal administrada pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidadade (ICMBio).

A ação de reintrodução em parceria que envolveu o ICMBio, Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), o 4º Grupamento de Bombeiros Militar (4º GBM), Zoológico de Unama e a Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semma). Entre as espécies estão três macacos-prego; 23 jabutis da pata-amarela; 53 jabutis da pata-vermelha; um gato mourísco; um cachorro do mato; três quatis e um aracuã. Os animais foram soltos no quilômetro 67 da Rodovia Santarém-Cuiabá (BR-163), base do ICMBio.

A próxima etapa de soltura será no dia 8 de janeiro na comunidade Água Preta, região do Rio Amazonas, quando serão soltos 101 exemplares de quelônios.

Legislação

Conforme a Lei Federal de Crimes Ambientais nº 9.605/1998, matar, perseguir, caçar, apanhar, utilizar espécimes da fauna silvestre, nativos ou em rota migratória é crime ambiental. O infrator está sujeito a pena de detenção de seis meses a um ano e multa.

Sobre a Flona

A Floresta Nacional do Tapajós é unidade de conservação – UC federal da natureza, localizada na Amazônia, criada através do Decreto n° 73.684, de 19 de fevereiro de 1974.

Possui atualmente área de 527.319 hectares. A UC abrange os municípios de Aveiro, Belterra, Placas e Rurópolis, no Oeste do Estado do Pará.

A unidade apresenta mais de 160 quilômetros de praias e uma grande diversidade de paisagens: rios, lagos, alagados, terra firme, morros, planaltos, floresta, campos, açaizais etc. As belas praias do Rio Tapajós, as trilhas entre a mata, as grandes árvores, como a Sumaúma Vovó, a presença de população tradicional e indígena oferece aos visitantes a oportunidade de interagir com a natureza e com a cultura local.

Além disso, a cobertura florestal fortemente preservada, o Rio Tapajós com suas águas verdes e mornas, e a enorme beleza cênica da região tornam a Floresta Nacional do Tapajós uma das unidades de conservação mais visitadas na região norte do Brasil. Em 2017, foram mais de 42 mil visitantes entre turistas, pesquisadores e estudantes.

Foto: Danúbia Melo

Fonte: ICMBio

você pode gostar também